COMO MANTER O RESIDUAL DE CLORO EM PISCINAS AQUECIDAS?

Algumas dicas podem ajudar!

Sabemos que a temperatura da água está diretamente ligada ao consumo de cloro da piscina, mas alguns detalhes no tratamento podem ajudar a prolongar o residual de cloro e resultar em economia.

 

O primeiro passo e também cuidado primário é a verificação e ajuste do pH, ele deve ser mantido entre 7,2 a 7,6. O pH acima da faixa ideal pode interferir no desempenho do cloro.

 

Em piscinas com temperaturas mais elevadas, o desprendimento de material orgânico (resíduos de hidratante, descamação da pele, suor, entre outros) é maior, para queimar esse material e potencializar o cloro aplique semanalmente o produto OxiAll ou sempre que a piscina apresentar cheiro de cloro.

 

Nesse tratamento a limpeza física também é muito importante, pois o material orgânico presente na superfície da piscina se aloja nas bordas e deve ser removido semanalmente com o auxílio do produto Hidrosan Limpa bordas, esse material além de consumir o cloro, quando alojado nas bordas torna-se cada vez mais difícil de ser removido, caso a limpeza não seja frequente.

 

E para finalizar, e ainda falando sobre a limpeza física, a aspiração da piscina não pode ser deixada de lado, os materiais depositados no fundo da piscina também contribuem para o consumo de cloro e devem ser removidos, consequentemente a retrolavagem do filtro deve ser periódica para a remoção das partículas retidas.

 

Aproveite o inverno e curta a sua piscina!

Fonte : www.hidroall.com.br

www.usepiscina.com.br                                                Todos os direitos reservados